quarta-feira, 22 de maio de 2013

Eduardo Moura denuncia 'esquema' para beneficiar empresa de lixo


O empresário Eduardo Moura (MD) concedeu nesta segunda-feira, (20), no auditório do Tawfiq’s Palace Hotel, uma coletiva à imprensa para denunciar suposto esquema na contratação da empresa de coleta de lixo Porteirão Serviços Gerais (PSG) com a prefeitura de Barra do Garças.

Logo após sua coletiva onde não poupou críticas ao prefeito Roberto Farias e aos supostos ‘laranjas’, Eduardo Moura entregou um dossiê ao presidente da Câmara de Vereadores, Miguel Moreira Alves (Miguelão – PSD), minutos antes do início da sessão ordinária desta segunda-feira (20).

Dentre as críticas citadas por Eduardo Moura está a dispensa de licitação para favorecer seus advogados (com banca em Goiânia),que defendem Beto na ação que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), contratação de mais de 400 funcionários, aumento de secretarias, aumento de salários de vereadores, secretários e do próprio prefeito, entre outros.

Eduardo Moura lembrou à imprensa da apreensão dos maquinários da prefeitura na fazenda Tamburi, de Roberto Farias, no final de março deste ano, a compra de medicamentos de uma distribuidora (Stock) acusada de fraude recentemente em Goiás bem como o perdão de uma dívida de mais de R$ 3 milhões do Grupo JBS/Friboi que pertence a um seu amigo particular, José Batista Júnior e eventual pré-candidato ao governo de Goiás.

Na denúncia apresentado por Eduardo Moura ele citou nomes conhecidos da população e Barra do Garças a exemplo de Jalles França, (Conhecido como Jesus) sócio-proprietário da TV Serra Azul (Barra Band)  que tem um de seus sobrinhos, o advogado de Roberto Farias.

No final de sua concorrida coletiva Eduardo Moura aproveitou para abusar do contraste fortuito a que chamam também de ironia quando lamentou que a Câmara de Vereadores ainda não tenha outorgado uma homenagem a esta família França que investe em comunicação e lixo no município.


ENTENDA O CASO

A PSG foi fundada em 1996 e pertencia aos sócios Ariovaldo Baltazar e Marli Paula Ferreira. Ariovaldo, por seu turno, era contador de Osmar Antonio Dias, eleito prefeito de Porteirão em 2000 e, com a reeleição ficou no cargo até 2004.

Osmar não conseguiu fazer seu sucessor. Logo, a empresa PSG fica inativa de 2005 a 2008, mas volta a operar em 2009 com a eleição de Maria Aparecida, esposa do ex-prefeito Osmar. Aparecida ficou no cargo até 2012.

Aparentemente, a PSG não tem patrimônio. Mas na gestão da prefeita Maria Aparecida a empresa teve dois tratores de pneus e um trator esteira locado para a prefeitura, livre de abastecimento e consertos ao valor de R$ 42 mil, um empurrãozinho à PSG.

Com a saída de Maria Aparecida da prefeitura de Porteirão, entra em cena, então, Stella Iany Batista Prado em substituição a Ariovaldo de quem já falamos. Marli Paula Ferreira transfere sua cota da PSG para Deni Carvalho Vilela França (40%) que é esposa de Balduíno França Filho, irmão de Jalles França (conhecido como Jesus) sócio-proprietário da TV Serra Azul, popular Barra Band.

Numa entrevista as coincidências às vezes se encontram. No site Barra do Garças News o prefeito Roberto Farias cita como diretor geral da PSG, em seus dias de lançamento, Rosemberg de sobrenome André Batista Prado. Neste jogo de coincidências a sócia Deni França, que tem um filho advogado, Roberto França que, por sua vez, advoga ao lado de Rosemberg Prado os interesses jurídicos de Roberto Farias no TSE.

A PSG, hoje contratada com dispensa de licitação ao custo R$ 2.6 milhões por seis meses, é administrada por Edson Batista do Prado, pai de Rosemberg. Para finalizar Eduardo Moura lança a indagação: “Ou esses advogados são donos da PSG ou estão em Barra do Garças para encontrar meios de receber uma dívida. Espera-se que não seja com o dinheiro do contribuinte”.

Em recente data a Câmara de Vereadores, alheia a esses problemas que afeta o cotidiano da sociedade barra-garcense, rejeitou, como se esperava, o requerimento que pedia informações sobre essa empresa coletora de lixo.

Para fechar, Eduardo Moura disse, quando entrevistado pelo repórter do jornal A Gazeta, em Cuiabá, que o jornalista Marcos Lemos telefonou para Roberto Farias para saber sobre a PSG. Roberto Farias teria respondido ao repórter não conhecer a empresa, mas sabia apenas que havia ganhado a concorrência.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Enem Inscrição 2013


Enem

Inscrição 2013


Prezado Participante,

Todas as informações prestadas nesta inscrição são de sua inteira responsabilidade. Confira atentamente todos os seus dados.

Após a confirmação da inscrição, qualquer alteração nos dados cadastrais será feita por meio do acompanhamento da inscrição.

O Inep não se responsabiliza por informações incorretas ou não recebidas por motivos de ordem técnica, como falhas de computadores ou outros que impossibilitem a conclusão da inscrição.

A taxa de inscrição para participar do ENEM 2013 é de R$ 35,00 (trinta e cinco reais). No entanto, estão isentos do pagamento da taxa:

  • Automaticamente: Alunos matriculados no último ano (concluintes) do Ensino Médio em instituições públicas de ensino (federais, estaduais e municipais);
  • Mediante Declaração de Carência: Demais participantes, desde que declarem carência no ato de sua inscrição, conforme legislação vigente, e que a declaração seja aprovada pelo Inep.

Antes de efetuar sua inscrição, você deverá ler o Edital do Exame, seus anexos e atos normativos neles mencionados. Clique aqui e leia o edital.

Condenado por roubo, marido de vereadora é preso em prefeitura


VÁRZEA GRANDE | 17/05/2013 - 12:33 

Jacques Gosch do Site RDNEWS

  Sérgio Dorivaldo Alliend – marido da vereadora por Várzea Grande Mirian Pinheiro (PHS) e operador do Bolsa-Família na secretária municipal de Promoção Social – foi preso na manhã de hoje (17) sob acusação de constrangimento e violência doméstica. A captura foi realizada pela Polícia Civil na sede da pasta.
  Segundo a Polícia Civil, Sérgio cumpriu pena por roubo e estava em liberdade condicional. Em 2006, quando presidia a Associação de Moradores do bairro São Matheus, foi preso acusado de planejar um assalto contra posto de combustível e esconder os ladrões após a ação criminosa. Neste caso, foi condenado a 8 anos e 9 meses de prisão.
  O secretário de Promoção Social Mariuço Damião Ferreira fez a defesa do servidor, alegando que não existem motivos para exoneração. “O caso não está relacionado com o trabalho na secretaria. Até onde eu sei, ele foi detido porque não se apresentou na Justiça e o advogado já está resolvendo a pendência”, explicou.
  Após a detenção, Sérgio foi levado para a Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá. Após os procedimentos, poderá ser encaminhado ao sistema prisional.

Acusado de assalto pede perdão a mãe e vítimas e promete não roubar mais



O acusado de assalto Jhonny Rodrigues, 21 anos, emocionou muita gente em Barra do Garças nessa semana ao dar uma entrevista nos canais de televisão e pedir desculpa as vítimas que ele roubou e perdão para mãe. O jovem voltou a ser detido porque deixou de comparece ao albergue onde tem que dormir na cadeia. 

Ele responde por dois assaltos aos supermercados Nova Era no bairro São José e Compre Mais. Jhonny disse que está arrependido do que e já estava trabalhando e até mesmo estudando quando voltou a ser detido. Os assaltos, segundo ele, ocorreram no momento que ele estava com dificuldade na vida e convidado por colegas ele agiu por impulso e participou do assalto utilizando um revólver na companhia de uma colega. 

Jhonny lembra com tristeza o sofrimento da mãe indo até a delegaia e depois a cadeia no período que ele esteve preso e quando sair desta vez pretende não repetir mais essa cena. O delegado explicou que ele estava de albergue e deve ser apresentado ao juiz para ver qual medida será aplicada ao acusado de assalto. 

O jovem também deu conselho aos garotos de sua idade para não caírem na conversa de colegas e entrarem na vida do crime. “Eu posso dizer que isso não é vida e eu não quero mais envergonhar a minha mãe”, completou. Jhonny na televisão ainda mandou uma mensagem de feliz dia das mães a sua genitora e prometeu que nunca mais irá se envolver em crimes. 

O delegado Heródoto Fontenelle destacou que o papel da sociedade é sempre confiar que é possível a recuperação do individuo. Esse certamente será o melhor presente para mãe do Jhonny ao ouvir essa declaração na TV e espera-se que ele realmente cumpra o prometido.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Com maior parte das ambulâncias quebradas, Samu tenta resistir à falta de estrutura e sucateamento



Lucélia Andrade | Rádio Pioneira de Tangará  Fonte: Site 24 horas
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Tangará da Serra, no médio Norte de Mato Grosso, está em uma situação precária. O local que funciona em uma estrutura improvisada na Avenida Ismael José do Nascimento (Rua 1) não oferece condições de trabalho. As ambulâncias ficam a maior parte do tempo na rua, se desgastando com o sol e a chuva. Não há como fazer a lavagem dos veículos porque não existe local adequado para isso. Muito menos para guardar os equipamentos utilizados em atendimentos de ocorrências.

Das cinco ambulâncias do Samu disponibilizadas, apenas duas estão funcionando. Três delas encontram-se quebradas em oficinas da cidade. O Samu foi desalojado de sua estrutura junto à Unidade Mista, para reforma e ampliação. Como as obras não foram concluídas a equipe continua atendendo em local não adequado, há aproximadamente seis meses.

O vereador Fábio de Brito encaminhou ao Executivo Municipal um requerimento cobrando informações sobre repasses da saúde que deveriam ser feitos pelo Governo do Estado. Ele quer saber ainda sobre o repasse destinado ao Samu. “Visitei o prédio do Samu e vi que as instalações estão horríveis. Os servidores são heróis, por conseguirem trabalharem daquela forma. O governador está deixando de cumprir os compromissos e encaminhar os repasses do Serviço”, diz.

Brito se atentou ainda para o fato de que a maior parte das ambulâncias está quebrada e precisam ser trocadas com urgência. “A lei é clara. Sabemos que o Governo Federal repassa 50% de recursos, 25% são responsabilidade do Estado e 25% do Município. Acontece que o Estado não está fazendo o repasse. Quero informações detalhadas desse valor e do último repasse feito à Saúde e ao Samu”, acrescenta.

A situação do Samu em Tangará da Serra, a rigor, é ma síntese do que acontece no Estado. As críticas contra as autoridades são pesadas por considerar em curso a existência de uma política que visa o sucateamento do serviço, de forma a se promover a sua entrega para a iniciativa privada. O Governo de Mato Grosso já deixou claro que pretende fazer com que o serviço seja gerido por uma Organização Social de Saúde (OSS).

O edital de chamamento para a licitação do Samu foi publicado em 14 de dezembro de 2012 e a abertura dos envelopes, bem como a divulgação dos resultados da primeira etapa, estavam previstos para o dia 15 de janeiro. Assim foi feito, mas as duas empresas interessadas em gerenciar os serviços foram consideradas inabilitadas pela comissão avaliadora, por apresentarem irregularidades nos documentos apresentados.

Caruso e Noblat usam tragédia em Santa Maria para atacar presidente Dilma Roussef



Transcrevo abaixo o post "Jornalista ou jornaleiro?", de Allysson Viana, publicado no site Mnemonista:
Em estudo publicado, verificamos que a maioria do conteúdo no Blog do Noblat não é produzido pelo jornalista que dá nome ao espaço. O blog parece mais uma banca de jornal e Ricardo Noblat o jornaleiro de plantão. O jornalismo sensacionalista (sobretudo na televisão) não acontece apenas em casos como o acidente em Santa Maria, mas parece cada vez mais o default desse tipo de produção noticiosa. Maurício Stycer, jornalista e colunista da Folha, falou um pouco de como tem sido a cobertura na TV sobre o incêndio.
Charge de Chico Caruso sobre o incêndio em Santa Maria
Charge de Chico Caruso sobre o incêndio em Santa Maria
O que incomoda, talvez, mais do que essa exploração da tragédia, dos corpos, das vítimas e dos seus familiares é o posicionamento de alguns jornalistas. Mais preocupados em satisfazer o desejo de seus patrões, alguns conseguem politizar tudo. Não que se deva eximir da culpa os reguladores que deviam, por exemplo, impedir que os espaços não preparados continuem funcionado, como, no caso de Santa Maria, a boate com o alvará irregular.
O que não dá é ver Chico Caruso produzir uma charge (um “gênero” sempre de opinião?), em meio ao choque, para atacar a presidente Dilma Roussef. Noblat, como bom jornaleiro, dissemina a informação de modo, podemos dizer, irresponsável. E que continue o Blog do Noblat, porém sendo reconhecido como uma banca e não um espaço de comunicação administrado e alimentado por um jornalista. Um profissional que possui (ou deveria possuir, já que muitas vezes não percebemos isso) uma responsabilidade social.

Os verdadeiros culpados da tragédia de Santa Maria



"Surpreende, na avaliação das autoridades, sobre essa tragédia, o não reconhecimento de que os principais culpados do incêndio e da morte de centenas de jovens, presos naquela ratoeira em que se transformou a boate, não são só os integrantes da Banda, que acabaram presos. E nem apenas os empresários gananciosos. Como tantos outros empesários no país, eles estão se lixando para os consumidores, preocupados apenas em faturar.

Os principais culpados são o Corpo de Bombeiros de Santa Maria, a Prefeitura Municipal -  com toda a rede de fiscalização – e o Governo do Estado, ou seja, o poder público. A este compete, em última instância, junto com o Legislativo, regulamentar, criar leis e fiscalizar. Ele não arrecada imposto para isso? Todos eles, juntos, naturalmente, com os irresponsáveis empresários, são os verdadeiros culpados. "

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

'Lei do Descanso' não é cumprida em Mato Grosso; falta estrutura


25/01/2013 08:04:46
Lucélia Andrade | de Tangará da Serra
A Lei 12.619 conhecida como ‘Lei do Descanso’ tem levantado discussões entre caminhoneiros em Tangará da Serra. Apesar de determinar tempo para descanso dos motoristas, com a principal ideia de diminuir o número de acidentes, a falta de estrutura nas estradas do estado é um dos fatores que ‘esbarra’ no cumprimento da lei. A nova lei estabelece o tempo de direção e descanso dos motoristas profissionais em pontos de parada nas vias federais. A medida determina também que os pontos de parada devem ter condições sanitárias e de conforto para repouso e descanso dos caminhoneiros, assim como alojamentos, refeitórios das empresas ou de terceiros, conforme as normas federais.
 
Uma resolução publicada no início deste mês no Diário Oficial da União determina a suspensão por até 180 dias do cumprimento da Lei do Descanso. A medida foi aprovada durante reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que concluiu que é necessário, primeiro, fazer um mapeamento das rodovias federais e depois partir para a fiscalização.
 
Em seis meses, deverá ser publicada uma lista das estradas que devem atender aos critérios da nova lei. O trabalho, segundo a Resolução nº 417, será coordenado pelos ministérios dos Transportes e do Trabalho e Emprego. Na prática, os responsáveis pela fiscalização do cumprimento da lei constataram que as rodovias brasileiras não estão preparadas para a execução da nova norma.
 
O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros de Tangará da Serra, Edgar Laurini, disse em entrevista à Rádio Pioneira, que a Lei existe e deve ser cumprida, no entanto poderá trazer algumas complicações para categoria. Observando pela qualidade de vida do motorista, a lei, segundo ele é excelente. “Hoje não existem locais adequados para o descanso dos motoristas. A maior parte dos locais (postos de combustíveis) não está querendo deixar que os motoristas passem a noite. E os que aceitam, tem capacidade para certa quantia de caminhões”, diz.
 
Para o presidente o Estado não oferece estrutura adequada para fazer cumprir a lei. “Nossos caminhoneiros estão dormindo na beira das estradas, correndo risco de serem assaltados e tantas outras coisas ruins. Onde vamos colocar esses caminhoneiros? Não estamos preparados para uma Lei desta natureza antes de adequação”, fala. Contudo desaba Laurini, se ele [motorista] não cumprir a lei sofrerá penalidades e terá de pagar multas.
 

sábado, 15 de dezembro de 2012

Adolescente furta, esconde produtos no cemitério e é detido pela F.T.A



Um adolescente foi detido pela F.T.A(Força Tática Araguaia) na tarde dessa sexta feira em Barra do Garças. O jovem arrombou a porta de um veículo Uno de cor branca, subtraindo um notebook, vários documentos e 20 talões de cheque.Tudo aconteceu próximo ao centro da cidade por volta das 13:30hs. Segundo informações do cabo Wanderson da FTA, o jovem arrombou o veículo subtraiu os objetos e escondeu no cemitério da cidade.



O Proprietário ao perceber o furto acionou a PM  que em menos de dez minutos localizou o suspeito transitando tranquilamente pela cidade.Por se tratar de um rapaz que já tem várias ocorrências envolvendo o mesmo, a polícia procedeu uma abordagem.Depois de uma checagem minuciosa, o menor confessou o crime.

O suspeito escondeu todos os produtos do furto no cemitério de Barra do Garças.Dos 20 talões de cheque ele já tinha preenchido dez de pelo menos 340 reais cada um, cerca de 3400 reais que seriam gastos nas compras de final de ano. As outras dez estavam em branco. Os cheques seriam distribuídos no comércio da cidade e os documentos provavelmente seriam descartados pelo meliante.

Ao ser indagado pela reportagem o jovem permaneceu calado.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

1ª Mão: Produtores e manifestantes ateam fogo na bandeira nacional (Fotos)

O que sobrou da bandeira nacional foi rasgada bruscamente pelos manifestantes sob gritos pedindo justiça
Fonte: Agência da Notícia com
Do Posto da Mata-
CamilaNalevaiko -
Enviada Especial do Agência da Notícia











Os produtores e manifestantes que são contra a
desocupação da área dos 165 mil hectares da Suiá Missu
atearam fogo na bandeira nacional na tarde desta sexta-feira
 (14).sob um forte sol, eles desceram a bandeira que
estava asteada próximo a um Cristo que fica na entrada do Posto
da Mata e atearam fogo, o que sobrou da bandeira, os produtores
 levaram em forma de cortejo pela BR-242 e rasgaram
ferozmente em forma de protesto sob gritos que pediam Justiça.
Um dos produtores que acompanha o movimento,
disse com lagrimas no olhos que não suportava ver aquela cena.
 "Fiquei de longe observando, para mim isso é demais,
 é o nosso último recurso, quando chega a um ponto de queimar
um simbolo nacional, é muito triste", lamentou o produtor.
Muitos que estavam no local ameaçavam rasgar os títulos de eleitor.
"Eu já rasguei o meu título e a população aqui do Posto
da Mata deveria fazer o mesmo, porque é uma vergonha ser brasileiro
 e viver uma situação como essa", desabafou outro produtor.
Após o protesto de queimar a bandeira nacional, foi feita uma reunião
 com a participação de centenas de pessoas que vieram das cidades
vizinhas declarar apoio aos produtores que estão sendo obrigados a
 deixarem suas propriedades na área da Suiá Missu. 
"Esse acredito que seja um dos últimos atos, para tentar chamar a
atenção da nossa Presidenta, o Governo ficou 90 dias tentando uma
audiência com a presidente e nada foi feito, estamos vendo uma
grande injustiça cometida aqui numa terra totalmente produtiva",
 disse o Deputado Estadual Baiano Filho (PMDB) que estava no local. 


Data: 14/12/2012 // hora: 16:06